O lixo que você joga no meio da rua pode parar no mar e matar milhares de tartarugas em diferentes pontos do litoral brasileiro. A partir de fotos, vídeos e animações direcionadas para crianças de 9 e 10 anos de idade, a bióloga e coordenadora de projetos socioambientais da Águas de Camboriú, Raquel Helm, falou sobre o descarte correto de lixo e a responsabilidade individual com o futuro do planeta para estudantes do 4º ano da Escola Clotilde Ramos  Chaves, no bairro Areias, em Camboriú.

As aulas deram início ao primeiro Saúde Nota 10 do ano – novo nome do projeto EMAS – realizado pela concessionária Águas de Camboriú em escolas públicas da cidade. Curiosas, as crianças fizeram perguntas sobre o tema, pintaram um desenho sobre preservação da água e conheceram uma estrela do mar, um dos animais invertebrados que vivem nos oceanos e são prejudicados pela poluição urbana. Cada aluno também ganhou um lixinho de carro com a logomarca da concessionária e uma mensagem educativa.

Para Simone Garcia Cardoso, professora de uma das turmas de 4º ano, o Saúde Nota 10 cumpre muito bem a função de traze mais consciência ambiental para os alunos. A opinião é compartilhada pela diretora do colégio, Maristela Brandão Silva Rosa. “A gente sente reflexo inclusive na escola, onde eles passam a cuidar para não desperdiçar água”, conta.

Conforme Raquel Helm, o Saúde Nota 10 objetiva repassar, de forma lúdica e divertida, informações gerais sobre o papel que cada cidadão exerce na preservação dos recursos hídricos. Os estudantes também recebem informações sobre o uso racional da água e a importância de consumir água tratada. As atividades valorizam a cultura regional por meio de palestras, concurso cultural e apresentação teatral, além da disponibilização de material didático ilustrado e de linguagem acessível.