O assunto parece complexo e de “gente grande”, mas, com a ajuda da peixinha Lola, o Mundo Encanado fica muito mais lúdico e super curioso. Uma cartilha especialmente criada para as crianças entenderem como funciona o sistema de saneamento acaba de ser lançada oficialmente pela Águas de Camboriú. O material didático passa a ser entregue no último encontro do programa Saúde Nota 10, que a concessionária desenvolve junto à estudantes do 4º ano de escolas da cidade.

“Lola no Mundo Encanado” traz o mascote da concessionária como personagem principal do enredo que explica sobre os recursos hídricos de Camboriú e região, sobre a Estação de Tratamento de Água (ETA) e todo o caminho que a água faz desde a captação até a casas dos moradores. O material didático traz informações sobre a distribuição dos recursos hídricos no planeta, no Brasil e na cidade de Camboriú, além de dicas sobre como limpar a caixa d’água. Atividades e jogos temáticos complementam o conteúdo.

A cartilha foi apresentada oficialmente à coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Greyce Honório Corrêa, que elogiou a iniciativa da Águas de Camboriú. “Com uma línguagem lúdica e acessível à criança, a cartilha vai complementar os assuntos tratados em sala de aula no Saúde Nota 10 e reforçar o compromisso do estudante em ser multiplicador de informações junto à família”, observa.

Programa

Os encontros do Saúde Nota 10 contam com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e são realizados com estudantes do 4º ano de diferentes escolas do município. Conforme a bióloga e coordenadora de projetos socioambientais da Águas de Camboriú, Raquel Helm, o programa de educação ambiental é desenvolvido com o intuito de despertar a consciência dos estudantes para a importância da conservação do meio ambiente e dos recursos hídricos, além de informar sobre o reflexo do consumo de água tradada na qualidade de vida das pessoas.

Os estudantes também recebem informações sobre o uso racional da água e a importância do tratamento de esgoto. As atividades valorizam a cultura regional por meio de palestras, além da disponibilização de material didático ilustrado e de linguagem acessível. Em Camboriú, ao final de cada ciclo, as crianças visitam o Centro de Reservação de Camboriú, no bairro Areias.