Oito grandes telas, computadores, dezenas de gráficos, centenas de informações. Este é o ambiente do Centro de Controle Operacional (CCO) da Águas de Camboriú, que funciona 24 horas, sete dias por semana. Funciona como o “cérebro” da concessionária. Com equipamentos de alta tecnologia, o CCO consegue controlar toda a distribuição de água no município.

No CCO, os colaboradores da Águas de Camboriú têm acesso, entre outros dados, a informações precisas das variações de pressão e vazão. “Isso dá mais segurança operacional ao abastecimento e permite identificar, de forma remota, qualquer alteração no sistema, o que torna o trabalho no campo mais rápido e eficiente”, comenta a diretora executiva da Águas de Camboriú, Thais Gallina.

Variações na pressão e vazão podem indicar, por exemplo, a existência de um grande vazamento. As equipes de campo então realizam o trabalho já com uma região determinada, reduzindo o tempo de ação e os impactos para a comunidade. O CCO possui ainda informações sobre a atividade de boosters (equipamentos que regulam e pressão e melhoram o abastecimento em regiões mais altas), assim como dos níveis dos reservatórios.

Para simulações hidráulicas e melhoria da performance do sistema de abastecimento de água, o CCO utiliza um software específico para modelagem e gestão da distribuição. “As informações do Centro de Controle Operacional são importantes também para definir futuros investimentos”, finaliza a diretora.