Notícias

Ver notícia

Qualidade da água, melhorias no sistema e projetos para construção dos sistemas próprios de abastecimento de água e tratamento de esgoto da cidade foram alguns dos assuntos tratados na segunda edição online do Programa Afluentes. Mantido pela concessionária Águas de Camboriú, o programa busca manter um canal de comunicação aberto com líderes comunitários e representantes dos bairros. Neste momento de pandemia, ele é realizado exclusivamente online, garantindo a segurança e saúde dos participantes.

No encontro de quinta, os líderes tiveram a oportunidade de conhecer o trabalho de monitoramento diário da qualidade da água distribuída em Camboriú e o serviço de geofonamento, que busca identificar possíveis vazamentos ocultos no sistema que possam, eventualmente, interferir no abastecimento. Além disso, o gestor operacional da concessionária, Arthur May, detalhou sobre recentes melhorias de extensão de rede e substituição de boosters (bombas pressurizadoras) realizadas nos bairro Tabuleiros, Monte Alegre e Conde Vila Verde.

O presidente da Associação de Moradores do Bairro Tabuleiro, Afrânio Thiel, explicou que problemas anteriormente relatados sobre turbidez da água foram sanados, mas solicitou que a concessionária conferisse a pressão do abastecimento em alguns pontos do bairro. Arthur May também esclareceu questionamentos realizados pelo líder comunitário do bairro São Francisco de Assis, Ivan Santos Leal, que pediu informações sobre os projetos de construção do sistema de abastecimento de água e tratamento de esgoto em Camboriú.

O gestor operacional da Águas de Camboriú detalhou que, após a audiência pública realizada em outubro do ano passado, quando moradores decidiram pela construção da rede produtora de água tratada (já prevista no contrato de concessão) e a incorporação dos investimentos no sistema de esgoto (não prevista em contrato), a concessionária segue aguardando um posicionamento sobre a cessão de área destinada no Plano Municipal de Saneamento para construção da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a efetivação de um aditivo de contrato para incorporar a responsabilidade pela obra do esgoto.

Questionado pela advogada e membro da OAB de Camboriú, Vanessa Hoefling, sobre o projeto do Parque Inundável, Arthur May esclareceu que a concessionária é favorável ao projeto e sugeriu que as lideranças questionem os candidatos a prefeitos da cidade sobre o tema. “Este é um assunto de extrema importância para a cidade e todos têm que participar deste debate”, disse.

Alex Schwabe, responsável por desenvolver o Afluentes Digital, reforçou a importância da participação popular nos encontros. “Este é o momento de apresentar um pouco do trabalho realizado em Camboriú, além de promover orientações e ações de conscientização”, completou.

 

Compartilhar:

Veja Também

Quem Somos Saiba mais
Quem Somos

A Águas de Camboriú é responsável pelo abastecimento de água do município de Camboriú, em Santa Catarina.

Ofícios Saiba mais
Ofícios

DEFINIÇÃO DO SERVIÇO E PÚBLICO ALVO O Serviço consiste na emissão de declaração de viabilidade para instalação de hidrantes, declaração d...

Politica de Inv. Social Privado Saiba mais
Politica de Inv. Social Privado

Uma concessão é muito mais que um acordo com o poder público, é um compromisso com o lugar e com sua gente.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

O serviço de abastecimento de água realizado pela Águas de Camboriú implica em custos e investimentos permanentes.